No caminho certo

É inegável que a realização de alguns jogos da Copa São Paulo de Futebol Junior em Taquaritinga levantou o astral das pessoas que gostam de esporte. O Estádio Dr. Adail Nunes da Silva recebeu grande público para as partidas do Leão, que infelizmente foi desclassificado nos pênaltis, na sexta-feira (11), depois de muita expectativa.
A cidade, como uma das sedes do torneio, ganhou destaque na imprensa. No domingo (13), um dos canais do Sportv transmitiu a goleada de 5 a 0 do Guarani sobre o Internacional (RS), algoz do CAT na competição.
Antes disso, TVs on line e jornais da capital deram ampla cobertura às partidas.
O time foi representado na 50.ª edição da Copinha pelos garotos do Sub20, sob a liderança do técnico Paulo Lippi. Se a campanha não foi sufi- ciente para levar o Leão além da segunda fase, pelo menos mostrou que apostar em jovens talentos é o caminho para tirar o CAT da incômoda última série do futebol profissional.
A inédita disputa do evento foi mais uma prova de que o CAT é o principal embaixador do município. Ultimamente, é o futebol que tem colaborado com as principais notícias positivas de Taquaritinga em nível estadual e nacional. Há que se dar continuidade a isso.
Estão de parabéns os organizadores da Copinha – os mesmos que se esmeraram para garantir a cidade como uma das sedes. O Taquarão abrigou as partidas do Grupo 12 e uma do Grupo 11.
O evento é realizado em comemoração ao aniversário da capital paulista. A final está marcada para a próxima sexta-feira (25), quando a cidade completará 465 anos.
Terminado o torneio para o CAT, o presidente Dê Mazzi, a diretoria e os apoiadores de sempre correrão atrás de montar um time competitivo para as disputas da Série B1. Muitos jogadores do Sub20 deverão ser aproveitados.
Dê Mazzi ofereceu-se voluntariamente para ser o presidente do CAT, mesmo sabendo dos riscos que corre. Os últimos ocupantes do cargo tiveram problemas sérios, com a penhora de bens, e foram obrigados a arcar com suas defesas perante a Justiça. Na atual circunstância, a atitude do novo mandatário é de tirar o chapéu.
Que neste 2019, a diretoria consiga melhor sorte, a começar pela formação do elenco, passando pela obtenção de patrocínios para manter as atividades esportivas e terminando com o êxito em campo.